Unconventional

Paris Fall/Winter 2011/2012 – Quinta-Feira

como todos os dias mostro o que valeu a pena e comento os desfile que PÉnoluxo aprova!!!

Balenciaga

Nicolas Ghesquière, criativo da Balenciaga mostrou hoje cedo em Paris, abrindo os desfile de quinta-feira um fantástico mundo de estampas com lagartixas subindo em árvores e flores alucinantes, estavam entre no” jardim das delícias “  da coleção futurista-chique para Balenciaga.

Ghesquière chamou sua nova impressão, um multi-colorido sonho landcsape sobre seda branca “, quase como uma alucinação, como quando você é uma criança e tudo parece maior do que é. Teve ainda no desfile tricô com tiras de couro e saias mídi.

Zac Posen

Manish Arora


Além da riqueza em cores e bordados das roupas de Manish Arora para o próximo inverno europeu, o estilista promoveu mais uma atração para os fashionistas que assistiram ao desfile na manhã desta quinta: um show de mágica ao vivo. Para tanto, o designer contratou Jack Cooper, um mágico belga, para que ele ensaiasse os truques com um ator. Inteiro de preto, com barba longa, o “mágico cenográfico” abriu o desfile ao colocar fogo em uma caixa de vidro de onde saiu a primeira modelo. Depois, fez surgir a mesma modelo de dentro de uma caixa vazia, colocada no meio da passarela e, por fim, o clássico número em que, dentro da caixa, as partes de cima e de baixo do corpo são separadas.

Na coleção, a cartela de cores, embora variada, beneficiava tons não tão vivos, com várias combinações de cores frias. A alegria indiana multicolorida foi quebrada, além dos tons escolhidos, por um espírito de rebeldia vindo das modelagens ajustadas e esculturais e de um espírito levemente rock&roll visto em aplicações de metais.

 

Ann Demeulemeester

O inverno 2012 de Ann Demeulemeester é exatamente aquilo que se espera de Ann Demeulemeester: dark e gótico. O desfile começou com ares fetichistas, o couro dominou as luvas, que iam até o cotovelo, e as jaquetas, com amarrações como de corselete. As mesmas amarrações também apareceram na barra dos casacos e, entrelaçadas, formaram curiosas saias. Lisa e escovada, a pele – completamente preta ou com mechas avermelhadas – veio em forma de longos casacos. Por fim, um toque de sensualidade nos vestidos e blusas de um ombro só com aplicações de penas pretas. Os blazers femininos – levemente oversized.

 

Sharon Wauchob

 

Balmain


A coleção trouxe uma variação da silhueta Balmain, com macacões sob blazer metálicos, jardineiras prateadas usadas com camisas de manga longa, casacos rebuscados com bordados de cristais, calças abaixo do joelho, que encontrava a altura das botas de couro de vitela.
A pegada rock’n’roll’ chic, eternizada por Decarnin, se manteve, principalmente nos casacos com dragonas de pelos, lantejoulas e mil aplicações de cristais.
As cores são preto, branco, ouro e prata.

 

Barbara Bui


Rick Owens

 

Af Vandevorst

 

Nina Ricci


Peter Copping, na Nina Ricci, fez uma sofisticada e romântica coleção inspirada em pintores como Jonh Singer Sargent, com fortes toques vitorianos. Alguns looks, como os de veludo, ficaram pesados demais, porém os de tons pastel eram femininos na medida certa, com tailleurs, casacos ¾, rendas e detalhes de peles nas barras e golas.

 

Por: T.C

Anúncios
Este post foi publicado em 04/03/2011 às 2:15 am. Ele está arquivado em Paris Fashion Week, Semanas de moda/ Desfiles e marcado , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: